Rubens Gerchman

NASCIMENTO

1942 – Rio de Janeiro RJ – 10 de janeiro

CRONOLOGIA

Pintor, desenhista, gravador, escultor

  • 1950/1957 – Vive em Friburgo, Rio de Janeiro
  • 1957/1958 – Volta para o Rio de Janeiro e estuda no Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro
  • 1958/1966 – Trabalha como profissional gráfico em revistas e jornais
  • 1960/ca.1961 – Freqüenta a Escola Nacional de Belas Artes – Enba, onde estuda xilogravura com Adir Botelho (1932)
  • 1967 – É tema, juntamente com Roberto Magalhães (1940) e Antonio Dias (1944), do curta-metragem Ver e Ouvir de Antonio Carlos Fontoura
  • 1967 – Organiza a primeira exposição de Hélio Oiticica (1937 – 1980), na Galeria G-4, no Rio de Janeiro
  • 1968 – Muda-se para Nova York, onde permanece até 1972. Funda com L. Camister, Liliane Poter e Omar Rayo o Museu Latino-Americano do Imaginário.
  • 1972 – Cria a empresa Integralia Corporation com o objetivo de produzir pequenos múltiplos
  • 1972 – De volta ao Brasil, vive no Rio de Janeiro. Realiza Triunfo Hermético, filme em cores de 35 mm, do qual é roteirista, cenógrafo e diretor.
  • 1973 – Realiza o álbum de gravuras Post-Scriptum, com Claudio Tozzi (1944)
  • ca.1973 – Muda-se para São Paulo
  • 1974 – Realiza a edição de gravuras Parangoles Cape, de Hélio Oiticica.
  • 1975/1976 – De volta ao Rio de Janeiro é co-fundador e diretor da revista Malasartes
  • 1975/1979 – Assume a direção do antigo Instituto de Belas Artes e o transforma na Escola de Artes Visuais do Parque Lage – EAV/Parque Lage. Funda a Oficina do Cotidiano e organiza exposições.
  • 1977 – Organiza com seus alunos a performance SOS MAM, em homenagem a Torres García, após o incêndio do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM/RJ
  • 1978 – Viaja pelo México, Guatemala e Estados Unidos, coom bolsa da Fundação John Simon Guggenheim
  • 1981 – Prêmio Golfinho de Ouro – Personalidade do Ano no Setor de Artes Plásticas, oferecido pelo governo do Estado do Rio de Janeiro.
  • 1981 – Desenha os azulejos para o restaurante do Sesc Pompéia, em São Paulo, projeto de Lina Bo Bardi (1914 – 1992)
  • 1982 – Monta a exposição de Sérgio de Camargo (1930 – 1990) na Gimpel-Weisenhoffer Gallery em Nova York
  • 1988 – Recebe o prêmio Embaixador do Rio
  • 1992 – Recebe bolsa do Deutscher Akademischer Austauch Dienst – DAAD [Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico]
  • 2000 – Lança álbum com 32 litografias, primeiro volume da coleção Cahier d’Artiste da Lithos Edições de Arte, no Museu Lasar Segall

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

  • 1964 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Vila Rica
  • 1965 – Rio de Janeiro RJ – Rubens Gerchman: guaches, desenhos, litos, painéis, na Galeria Relevo
  • 1967 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Jean Boghici
  • 1967 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Art-Art
  • 1968 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Relevo
  • 1968 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Art-Art
  • 1971 – Nova York (Estados Unidos) – Individual, na Galeria Jack Misrachi
  • 1971 – Nova York (Estados Unidos) – Individual, na Lerner Heller Gallery
  • 1971 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Ralph Camargo Consultoria de Arte
  • 1972 – Nova York (Estados Unidos) – Individual, na Lerner Heller Gallery
  • 1973 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no MAM/RJ
  • 1973 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Ralph Camargo
  • 1974 – Antuérpia (Bélgica) – Individual, no International Cultureel Centrum
  • 1974 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Luiz Buarque de Hollanda e Paulo Bittencourt
  • 1974 – São Paulo SP – Individual, no Masp
  • 1975 – Cuiabá MT – Individual, no Museu de Arte e de Cultura Popular
  • 1975 – Rio de Janeiro RJ – Gráfica, na Bolsa de Arte
  • 1977 – Curitiba PR – Individual, no Museu Guido Viaro
  • 1977 – Joinville SC – Individual, no Museu de Arte de Joinville
  • 1977 – Rio de Janeiro RJ – Boa Noite, na Galeria Luiz Buarque de Holanda e Paulo Bittencourt
  • 1977 – São Paulo SP – Boa Noite, na Galeria Arte Global
  • 1978 – Porto Alegre RS – Individual, na Galeria Eucatexpo
  • 1979 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Saramenha
  • 1980 – Cidade do México (México) – Individual, no Fórum de Arte Contemporânea
  • 1980 – São Paulo SP – Individual, na Monica Filgueiras Galeria de Arte
  • 1981 – João Pessoa PB – Individual, no Núcleo de Arte Contemporânea
  • 1981 – Nova York (Estados Unidos) – Individual, na Nardin Gallery
  • 1981 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no IAB/RJ
  • 1981 – Rio de Janeiro RJ – Registro Policial, na GB
  • 1981 – São Paulo SP – Registro Policial, na Monica Filgueiras Galeria de Arte
  • 1981 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Alberto Bonfiglioli
  • 1982 – São Paulo SP – Rubens Gerchman: obras gráficas e desenhos recentes, na Galeria Suzana Sassoun
  • 1983 – Salvador BA – Gráfica, com litografias e serigrafias, no MAM/BA
  • 1983 – São Paulo SP – Rubens Gerchman: pinturas, na Galeria de Arte São Paulo
  • 1984 – Porto Alegre RS – Individual, na Galeria Tina Presser
  • 1984 – Rio de Janeiro RJ – Retratos de Berlim e Outros, na Galeria Olivia Kann
  • 1984 – São Paulo SP – Pinturas de Rubens Gerchman, na Paulo Figueiredo Galeria de Arte
  • 1985 – Rio de Janeiro RJ – Clara Manhã, na Galeria Paulo Klabin
  • 1986 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Jean Boghici
  • 1986 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Maurício Leite Barbosa
  • 1986 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Montesanti Galleria
  • 1986 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Montesanti Roesler
  • 1987 – São Paulo SP – Rubens Gerchman: pinturas-esculturas, na Galeria Paulo Klabin
  • 1988 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na CCCM. Grande Galeria
  • 1988 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria de Arte Toulouse
  • 1989 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Millan
  • 1990 – Brasília DF – Gerchman, na Performance Galeria de Arte
  • 1990 – Paris (França) – Registro Policial, na Galeria 1900-2000
  • 1990 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Fernando Milan
  • 1991 – Amsterdã (Holanda) – Individual, na Galeria Nine
  • 1991 – Lisboa (Portugal) – Individual, na Galeria 111
  • 1991 – Rotterdã (Holanda) – Individual, na Galeria Von Mourik
  • 1992 – Bogotá (Colômbia) – Individual, na Galeria de Arte
  • 1992 – Bogotá (Colômbia) – Individual, na Galeria Garcez Velasquez
  • 1992 – Coral Gables (Estados Unidos) – Individual, na The Ambrosino Gallery
  • 1992 – San Cristobál (Venezuela) – Individual, na Galeria Sin Limite
  • 1992 – Miami (Estados Unidos) – Individual, na Ambrosino Gallery
  • 1992 – Rio de Janeiro RJ – Rubens Gerchman: retrospectiva, no CCBB
  • 1992 – San Cristóbal (Venezuela) – Mitologia Urbana, na Galeria Sin Limite
  • 1993 – Bogotá (Colômbia) – Individual, no Museu de Arte Moderna de Bogotá
  • 1993 – Caracas (Venezuela) – Individual, no Museo Alejandro Otero
  • 1993 – Caracas (Venezuela) – Individual, na Museo Alejandro Otero
  • 1993 – Nova York (Estados Unidos) – Rubens Gerchman: recent works, na Americas Gallery
  • 1993 – Pequim (China) – Individual, na Embaixada da Colômbia
  • 1993 – Rio de Janeiro RJ – Gerações, no Museu da República
  • 1993 – São Paulo SP – Rubens Gerchman: pinturas recentes, na Galeria Nara Roesler
  • 1994 – Bogotá (Colômbia) – Individual, no Museu de Arte Moderna de Bogotá
  • 1994 – Rio de Janeiro RJ – Cidades de Gerchman, no MNBA
  • 1996 – Rio de Janeiro RJ – A Forma Multimídia de Gerchman, na Galeria Forma
  • 1997 – Paris (França) – Individual, na Galerie 1900-2000
  • 1997 – Nova York (Estados Unidos) – Individual, no Museo del Bairro
  • 1997 – São Paulo SP – A Estética do Futebol, na Praça do Banco Real
  • 1997 – São Paulo SP – Individual apresentando o livro-objeto Dupla Identidade, em A Hebraica
  • 1998 – Paris (França) – Individual, na Galerie Jêrome de Moirmont
  • 1998 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no MNBA
  • 2000 – São Paulo SP – Individual, no Museu Lasar Segall
  • 2000 – São Paulo SP – Tem Po, na Ricardo Camargo Galeria
  • 2001 – Niterói RJ – Individual, no MAC/Niterói
  • 2001 – Rio de Janeiro RJ – Caixa de Fumaça, no CCBB
  • 2001 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Fundação Castro Maia
  • 2001 – São Paulo SP – Terceiro Tempo, na Galeria Euroart Castelli
  • 2004 – São Paulo SP – Individual, na Renot Galeria de Arte7

EXPOSIÇÕES COLETIVAS

  • 1962 – Curitiba PR – Salão do Paraná, na Biblioteca Pública do Paraná
  • 1962 – Rio de Janeiro RJ – 11º Salão Nacional de Arte Moderna
  • 1963 – Curitiba PR – 20º Salão Paraense de Belas Artes, na Biblioteca Pública do Paraná
  • 1963 – Paris (França) – Cinco Jovens Gravadores Brasileiros, na Casa Brasil
  • 1963 – São Paulo SP – 1ª Exposição do Jovem Desenho Nacional, na Faap
  • 1964 – Belo Horizonte MG – 1ª Exposição do Jovem Desenho Nacional, no MAP
  • 1964 – Curitiba PR – 21º Salão Paraense de Belas Artes, na Biblioteca Pública do Paraná – prêmio aquisição e medalha de prata
  • 1964 – Ribeirão Preto SP – 1ª Exposição da Jovem Gravura Nacional
  • 1964 – Rio de Janeiro RJ – 13ª Salão Nacional de Arte Moderna
  • 1964 – Belo Horizonte MG – 1ª Exposição da Jovem Gravura Nacional, no MAP
  • 1964 – São Paulo SP – 1ª Exposição da Jovem Gravura Nacional, no MAC/USP
  • 1965 – Curitiba PR – 1ª Exposição da Jovem Gravura Nacional, na Secretaria do Estado de Educação
  • 1965 – Florianopólis SC – 1ª Exposição da Jovem Gravura Nacional, no Masc
  • 1965 – Paris (França) – La Figuration Narrative dans L’Art Contemporaire, na Galeria Europa e Creuse
  • 1965 – Paris (França) – Salon de La Jeune Peinture, no Musée d’Art Moderne de La Ville de Paris
  • 1965 – Rio de Janeiro RJ – 14º Salão Nacional de Arte Moderna, no MAM/RJ
  • 1965 – Rio de Janeiro RJ – 1º Salão Esso de Artistas Jovens, no MAM/RJ
  • 1965 – Rio de Janeiro RJ – Opinião 65, no MAM/RJ
  • 1965 – São Paulo SP – 2ª Exposição do Jovem Desenho Nacional, no MAC/USP – prêmio aquisição
  • 1965 – São Paulo SP – 8ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal – prêmio aquisição
  • 1965 – São Paulo SP – Propostas 65, no MAB/Faap
  • 1965 – São Paulo SP – 1º Salão Esso de Artistas Jovens, no MAC/USP
  • 1966 – Belo Horizonte MG – Vanguarda Brasileira, na UFMG. Reitoria
  • 1966 – Buenos Aires (Argentina) – Exposição de Arte Contemporânea Brasileira, no Museo de Arte Moderno de Buenos Aires
  • 1966 – Rio de Janeiro RJ – 15º Salão Nacional de Arte Moderna
  • 1966 – Rio de Janeiro RJ – 4º Resumo de Arte JB, no MAM/RJ
  • 1966 – Rio de Janeiro RJ – Opinião 66, no MAM/RJ
  • 1966 – Rio de Janeiro RJ – Pare, na Galeria G-4
  • 1966 – Salvador BA – 1ª Bienal Nacional de Artes Plásticas – prêmio especial de pesquisa
  • 1967 – Brasília DF – 4º Salão de Arte Moderna do Distrito Federal, no Teatro Nacional Cláudio Santoro
  • 1967 – Cali (Colômbia) – Bienal de Cali – 1º prêmio em pintura
  • 1967 – Córdoba (Argentina) – Bienal Interamericana de Córdoba
  • 1967 – Paris (França) – 5ª Bienal de Paris, no Musée d’Art Moderne de La Ville de Paris
  • 1967 – Rio de Janeiro RJ – 16º Salão Nacional de Arte Moderna – prêmio de viagem ao exterior
  • 1967 – Rio de Janeiro RJ – Nova Objetividade Brasileira, no MAM/RJ
  • 1967 – Rio de Janeiro RJ – 3ª O Rosto e a Obra, na Galeria Ibeu Copacabana
  • 1967 – Rio de Janeiro RJ – Parangolé Social, com Hélio Oiticica, na Galeria G4
  • 1967 – São Paulo SP – 9ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
  • 1967 – Tóquio (Japão) – 9ª Bienal de Tóquio
  • 1968 – Campo Grande MS – 28 Artistas do Acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, na Galeria do Diário da Serra
  • 1968 – Nova York (Estados Unidos) – Fashion Poetry Event, no The Center for Inter-American Relations
  • 1968 – Rio de Janeiro RJ – 2º Salão Esso de Artistas Jovens, no MAM/RJ – prêmio aquisição
  • 1968 – Rio de Janeiro RJ – 6º Resumo de Arte JB
  • 1968 – Rio de Janeiro RJ – Bandeiras na Praça, na Praça General Osório
  • 1968 – Rio de Janeiro RJ – O Artista Brasileiro e a Iconografia de Massa, na Esdi
  • 1968 – Salvador BA – 2ª Bienal Nacional de Artes Plásticas, no MAM/BA
  • 1969 – Cali (Colômbia) – Salão das Américas de Pinturas
  • 1969 – Fortaleza CE – 28 Artistas do Acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, no Centro de Artes Visuais Raimundo Cela
  • 1970 – Cali (Colômbia) – Bienal de Cali – 1º prêmio em escultura
  • 1970 – Medellín (Colômbia ) – 2ª Bienal de Medellín, no Museu de Antioquia
  • 1970 – Nova York (Estados Unidos) – 4 X 4, na Lerner Heller Galley
  • 1971 – Cali (Colômbia) – 1ª Bienal Americana de Artes Gráficas, no Museo de Arte Moderno La Tertulia
  • 1971 – Nova York (Estados Unidos) – 4 Young Artists, no New York University. Loeb Student Center
  • 1971 – Rio de Janeiro RJ – Exposição de Múltiplos, na Petite Galeria
  • 1972 – Nothinghan (Inglaterra) – Mindland Postal Exibition
  • 1972 – Nova York (Estados Unidos) – Environ-Vision, na Siracuse University e no New York Cultural Center
  • 1972 – Rio de Janeiro RJ – Exposição, no MAM/RJ
  • 1972 – São Paulo SP – 6ª Jovem Arte Contemporânea, no MAC/USP
  • 1972 – São Paulo SP – Arte Brasil/Hoje: 50 anos depois, na Galeria da Collectio
  • 1972 – São Paulo SP – Múltiplos Brasileiros, na Galeria Múltipla de Arte
  • 1973 – Bruxelas (Bélgica) – Feira Internacional de Bruxelas
  • 1973 – Rio de Janeiro RJ – Alguns Aspectos do Desenho Brasileiro, na Galeria Ibeu Copacabana
  • 1973 – Rio de Janeiro RJ – Vanguarda Internacional, na Galeria Ibeu Copacabana
  • 1973 – São Paulo SP – 5º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
  • 1973 – São Paulo SP – Expo-Projeção 73, no Espaço Grife
  • 1973 – Buenos Aires (Argentina) – Expo-Projeção 73, na Cayc
  • 1974 – Toronto (Canadá) – Artistes Brésiliens, no Musée d’Art Contemporaine
  • 1974 – Montreal (Canadá) – Artistes Brésiliens, no Musée d’Art Contemporaine
  • 1974 – São Paulo SP – 6º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
  • 1974 – São Paulo SP – Galeria Luisa Strina: mostra inaugural, na Galeria Luisa Strina
  • 1975 – Paris (França) e Londres (Inglaterra) – Art and Systems of Latin America, no Espace Cardin
  • 1975 – Bruxelas (Bélgica) – Art and Systems of Latin America, no Centro Internacional d’Anvers
  • 1975 – Londres (Inglaterra) – Art and Systems of Latin America, no Contemporary Art Center
  • 1975 – Campinas SP – (Arte), no MACC
  • 1975 – Campinas SP – Waltercio Caldas, Rubens Gerchman, Carlos Vergara, José Resende, no MACC
  • 1975 – Ontário (Canadá) – Arte Brasileira no Canadá
  • 1975 – Paris (França) – Art and Systems of Latin America, no Espace Pierre Cardin
  • 1975 – Rio de Janeiro RJ – A Comunicação segundo os Artistas Plásticos – itinerante
  • 1977 – Austin (Estados Unidos) – Recent Latin American Drawing 1969-1976: lines of vision international exhibition foundation, na Universidade do Texas
  • 1977 – Washington (Estados Unidos) – Recent Latin American Drawing 1969-1976: lines of vision international exhibition foundation, na Washington Art Gallery
  • 1977 – Belo Horizonte MG – 5º Salão Global de Inverno, na Fundação Clóvis Salgado. Palácio das Artes
  • 1977 – Brasília DF – 5º Salão Global de Inverno
  • 1977 – Goiânia GO – Salão de Artes Plásticas de Goiás, no MAC/GO
  • 1977 – Rio de Janeiro RJ – 14º para Viagem, na EAV/Parque Lage
  • 1977 – Rio de Janeiro RJ – 5º Salão Global de Inverno, no MNBA
  • 1977 – São Paulo SP – 9º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
  • 1977 – São Paulo SP – 5º Salão Global de Inverno, no Masp
  • 1978 – Belo Horizonte MG – Salão do Futebol, na Fundação Clóvis Salgado. Palácio das Artes
  • 1978 – Buenos Aires (Argentina) – 15 Jovens Artistas do Brasil, no Museo de Arte Moderno de Buenos Aires
  • 1978 – Curitiba PR – 1ª Mostra Anual de Gravura Cidade de Curitiba, no Centro de Criatividade
  • 1978 – Rio de Janeiro RJ – 1º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MNBA
  • 1978 – São Paulo SP – 15 Jovens Artistas do Brasil, no MAB/Faap
  • 1978 – São Paulo SP – 1ª Mostra do Móvel e do Objeto Inusitado, no Paço das Artes
  • 1978 – São Paulo SP – O Objeto na Arte: Brasil anos 60, no MAB/Faap
  • 1978 – São Paulo SP – Poucos e Raros, no Masp
  • 1978 – Buenos Aires (Argentina) – 15 Jovens Artistas do Brasil, no Museo de Arte Moderno de Buenos Aires
  • 1978 – São Paulo SP – 15 Jovens Artistas do Brasil, no MAB/Faap
  • 1979 – Campina Grande PB – Livro como Arte, no Museu de Arte da Fundação Universidade Regional do Nordeste
  • 1979 – João Pessoa PB – Arte de Resistência-Arte de Emergência, no Núcleo de Arte Contemporânea
  • 1979 – Rio de Janeiro RJ – Arte de Resistência-Arte de Emergência, na EAV/Parque Lage
  • 1979 – São Paulo SP – 15ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
  • 1980 – Cidade do México (México) – Fórum de Arte Contemporânea
  • 1980 – Curitiba PR – 37º Salão Paranaense, no Teatro Guaíra
  • 1980/1983 – Rio de Janeiro RJ – Homenagem a Mário Pedrosa, na Galeria Jean Boghici
  • 1981 – Rio de Janeiro RJ – Pablo, Pablo!: uma interpretação brasileira de Guernica, na Funarte
  • 1981 – São Paulo SP – Arte Pesquisa, no MAC/USP
  • 1981 – São Paulo SP – Artistas Contemporâneos Brasileiros, na Galeria de Arte São Paulo
  • 1982/1986 – Berlim (Alemanha) – Horizonte de Latinoamerica, na Gallery Daad
  • 1982 – Lisboa (Portugal) – Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
  • 1982 – Londres (Inglaterra) – Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Barbican Art Gallery
  • 1942/1982 – Rio de Janeiro RJ – Entre a Mancha e a Figura, no MAM/RJ
  • 1980/1982 – Rio de Janeiro RJ – Futebol: interpretações, na Galeria de Arte Banerj
  • 1982 – Rio de Janeiro RJ – Que Casa é essa da Arte Brasileira
  • 1982 – Rio de Janeiro RJ – Universo do Futebol, no MAM/RJ
  • 1980/1982 – São Paulo SP – O Futebol, na Paulo Figueiredo Galeria de Arte
  • 1983 – Olinda PE – 2ª Exposição da Coleção Abelardo Rodrigues de Artes Plásticas, no MAC/Olinda
  • 1983 – Rio de Janeiro RJ – 3 x 4 Grandes Formatos, na Galeria do Centro Empresarial Rio
  • 1983 – Rio de Janeiro RJ – 6º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
  • 1983 – São Paulo SP – 14º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
  • 1983 – São Paulo SP – Arte na Rua
  • 1984 – Curitiba PR – 6ª Mostra da Gravura Cidade de Curitiba
  • 1984 – Curitiba PR – Simões de Assis Galeria de Arte: mostra inaugural, na Simões de Assis Galeria de Arte
  • 1984 – Nova York (Estados Unidos) – Chamada dos Artistas contra a Intervenção na América Central
  • 1984 – Rio de Janeiro RJ – Antonio Dias, Carlos Vergara, Roberto Magalhães e Rubens Gerchman, na Galeria do Centro Empresarial Rio
  • 1984 – Rio de Janeiro RJ – Pintura Brasileira Atuante, no Espaço Petrobras
  • 1984 – Rio de Janeiro RJ – Viva a Pintura, na Petite Galerie
  • 1984 – São Paulo SP – Coleção Gilberto Chateaubriand: retrato e auto-retrato da arte brasileira, no MAM/SP
  • 1984 – São Paulo SP – Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal
  • 1985 – Atami (Japão) – 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
  • 1985 – Brasília DF – Brasilidade e Independência, no Teatro Nacional Cláudio Santoro
  • 1985 – Kyoto (Japão) – 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
  • 1985 – Rio de Janeiro RJ – 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Brasil-Japão
  • 1985 – Rio de Janeiro RJ – Opinião 65, na Galeria de Arte Banerj
  • 1985 – São Paulo SP – 18ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
  • 1985 – São Paulo SP – 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, na Fundação Brasil-Japão
  • 1985 – Tóquio (Japão) – 7ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão
  • 1986 – Rio de Janeiro RJ – 1ª Mostra Christian Dior de Arte Contemporânea: pintura, no Paço Imperial
  • 1986 – São Paulo SP – 17º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
  • 1986 – São Paulo SP – A URBS na Visão de Oito Artistas, na Galeria Montesanti Roesler
  • 1987 – Belo Horizonte MG – Ivald Granato, Rubens Gerchman, Claudio Tozzi, na Gesto Gráfico Galeria de Arte
  • 1987 – Espanha – Arte Brasileira Contemporânea
  • 1987 – Paris (França) – Modernidade: arte brasileira do século XX, no Musée d’Art Moderne de La Ville de Paris
  • 1987 – Rio de Janeiro RJ – Ao Colecionador: homenagem a Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
  • 1987 – Rio de Janeiro RJ – Rio de Janeiro, Fevereiro, Março: do modernismo à geração 80, na Galeria de Arte Banerj
  • 1987 – São Paulo SP – O Ofício da Arte: pintura, no Sesc.
  • 1987 – São Paulo SP – Palavra Imágica, no MAC/USP
  • 1988 – Austin (Estados Unidos) – Arte e Artistas nos Estados Unidos 1920-1970
  • 1988 – Nova York (Estados Unidos) – The Latin American Spirit: art and artists in the United States: 1920-1970, no The Bronx Museum of the Arts
  • 1988 – Rio de Janeiro RJ – 88 x 68: um balanço dos anos
  • 1988 – Rio de Janeiro RJ – Hedonismo: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Galeria Edifício Gilberto Chateaubriand
  • 1988 – São Paulo SP – 63/66 Figura e Objeto, na Galeria Millan
  • 1988 – São Paulo SP – Modernidade: arte brasileira do século XX, no MAM/SP.
  • 1988 – São Paulo SP – Os Ritmos e as Formas: arte brasileira contemporânea, no Sesc Pompéia
  • 1989 – Copenhague (Dinamarca) – Os Ritmos e as Formas: arte brasileira contemporânea, no Museu Charlottenborg
  • 1989 – El Paso (Estados Unidos) – The Latin American Spirit: art and artists in the United States: 1920-1970, no El Paso Museum of Art
  • 1989 – San Diego (Estados Unidos) – The Latin American Spirit: art and artists in the United States: 1920-1970, no San Diego Museum of Art
  • 1989 – San Juan (Porto Rico) – The Latin American Spirit: art and artists in the United States: 1920-1970, no Instituto de Cultura Puertorriqueña
  • 1989 – Rio de Janeiro RJ – Rio Hoje, no MAM/RJ
  • 1989 – São Paulo SP – 20º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
  • 1990 – Miami (Estados Unidos) – The Latin American Spirit: art and artists in the United States, 1920-1970, no Center for the Fine Arts Miami Art Museum of Date.
  • 1990 – Moscou (Rússia) – Feira de Artes Gráficas do Brasil
  • 1991 – Estocolmo (Suécia) – Viva Brasil Viva, no Konstavdelningen och Liljevalchs Konsthall
  • 1991 – Miami (Estados Unidos) – Arte Brasileira, na Brito Gallery
  • 1991 – Paris (França) – Depois de Duchamp, na Galeria 1900-2000.
  • 1991 – São Paulo SP – 21ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal.
  • 1991 – São Paulo SP – O Que Faz Você Agora Geração 60?: Jovem arte contemporânea dos anos 60 revisitada, no MAC/USP
  • 1992 – Flórida (Estados Unidos) – Pop on Paper, na Hockin Gallery
  • 1992 – Miami (Estados Unidos) – Arte Brasileira, na Brito Gallery
  • 1992 – Paris (França) – Diversidades Latino-Americanas, na Galeria 1900-2000.
  • 1992 – Rio de Janeiro RJ – As Artes do Poder, no Paço Imperial.
  • 1992 – Rio de Janeiro RJ – Eco Art, no MAM/RJ.
  • 1992 – Rio de Janeiro RJ – Gravura de Arte no Brasil: proposta para um mapeamento, no CCBB
  • 1992 – Rio de Janeiro RJ – Natureza: quatro séculos de arte no Brasil, no CCBB
  • 1992 – Santo André SP – Litografia métodos e conceitos, no Paço Municipal.
  • 1992 – São Paulo SP – Anos 60/70: Coleção Gilberto Chateubriand/Museu de Arte Moderna – RJ, na Galeria de Arte do Sesi.
  • 1993 – João Pessoa PB – Xilogravura: do cordel à galeria, na Funesc
  • 1993 – Miami (Estados Unidos) – Wiso Art
  • 1993 – Rio de Janeiro RJ – Arte Erótica, no MAM/RJ.
  • 1993 – Rio de Janeiro RJ – Brasil 100 Anos de Arte Moderna, no MNBA.
  • 1993 – São Paulo SP – 23º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP.
  • 1993 – São Paulo SP – O Desenho Moderno no Brasil: Coleção Gilberto Chateuabriand, na Galeria de Arte do Sesi.
  • 1993 – São Paulo SP – Obras para Ilustração do Suplemento Literário: 1956-1967, no MAM/SP
  • 1994 – Lisboa (Portugal) – Além da Taprobana: a figura humana nas artes plásticas dos países de língua portuguesa, na Sociedade Nacional de Belas Artes
  • 1994 – Poços de Caldas MG – Coleção Unibanco: exposição comemorativa dos 70 anos de Unibanco, na Casa de Cultura de Poços de Caldas.
  • 1994 – Rio de Janeiro RJ – 2ª Mostra de Artes Plásticas: espaço, no Espaço Cultural dos Correios
  • 1994 – Rio de Janeiro RJ – O Desenho Moderno no Brasil: Coleção Gilberto Chateubriand, no MAM/RJ
  • 1994 – Rio de Janeiro RJ – Trincheiras: arte e política no Brasil, no MAM/RJ
  • 1994 – São Paulo SP – Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal
  • 1994 – São Paulo SP – Claudio Tozzi, Ivald Granato, Cleber Machado, Maurício Nogueira Lima, Rubens Gerchman, Siron Franco e Tomshige Kusuno, na A Hebraica (São Paulo, SP).
  • 1994 – São Paulo SP – Poética da Resistência: aspectos da gravura brasileira, na Galeria de Arte do Sesi
  • 1994 – São Paulo SP – Xilogravura: do cordel à galeria, no Metrô.
  • 1994 – Lisboa (Portugal) – Além da Taprobana: a figura humana nas artes plásticas dos países de língua portuguesa, na Sociedade Nacional de Belas Artes.
  • 1995 – Curitiba PR – 52º Salão Paranaense, no MAC/PR.
  • 1995 – Porto Alegre RS – Rubens Gerchman e Angelo de Aquino, na Bolsa de Arte de Porto Alegre
  • 1995 – Rio de Janeiro RJ – Além da Taprobana: a figura humana nas artes plásticas dos países de língua portuguesa, no MAM/RJ
  • 1995 – Rio de Janeiro RJ – Coleção Unibanco: exposição comemorativa dos 70 anos de Unibanco, no MAM/RJ
  • 1995 – Rio de Janeiro RJ – Da Cor do Rio, no Espaço Cultural dos Correios.
  • 1995 – Rio de Janeiro RJ – Desenhar, na Galeria de Arte Toulouse.
  • 1995 – Rio de Janeiro RJ – Libertinos/Libertários, na Funarte
  • 1995 – Rio de Janeiro RJ – Opinião 65: 30 anos, no CCBB
  • 1995 – São Paulo SP – Visual Road, no Renato Magalhães Gouvêa Escritório de Arte
  • 1996 – Belo Horizonte MG – Impressões Itinerantes, no Palácio das Artes.
  • 1996 – São Paulo SP – Arte Brasileira: 50 anos de história no acervo MAC/USP: 1920-1970, no MAC/USP
  • 1996 – São Paulo SP – Ex Libris/Home Page, no Paço das Artes
  • 1997 – Porto Alegre RS – 1ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul, na Aplub; na Casa de Cultura Mário Quintana; na DC Navegantes; na Edel; na Usina do Gasômetro; no Instituto de Artes da UFRGS; na Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul; no Margs; no Espaço Ulbra; no Museu de Comunicação Social; na Reitoria da UFRGS e no Theatro São Pedro
  • 1997 – Porto Alegre RS – Vertente Cartográfica, na Usina do Gasômetro.
  • 1997 – Porto Alegre RS – Vertente Política, na Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul
  • 1997 – Rio de Janeiro RJ – Ar: exposição de artes plásticas, brinquedos, objetos e maquetes, no Paço Imperial
  • 1997 – São Paulo SP – A Cidade dos Artistas, no MAC/USP
  • 1997 – São Paulo SP – Apropriações Antropofágicas, no Itaú Cultural
  • 1998 – Niterói RJ – Espelho da Bienal, no MAC/Niterói
  • 1998 – Rio de Janeiro RJ – A Imagem do Som de Caetano Veloso, no Paço Imperial
  • 1998 – Rio de Janeiro RJ – Anos 60/70: Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
  • 1998 – Rio de Janeiro RJ – Trinta Anos de 68, no CCBB
  • 1998 – São Paulo SP – A Arte de Expor Arte, no MAM/SP
  • 1998 – São Paulo SP – Afinidades Eletivas I: o olhar do colecionador, na Casa das Rosas
  • 1998 – São Paulo SP – Canibáliafetiva, na A Estufa
  • 1998 – São Paulo SP – Destaques da Coleção Unibanco, no Instituto Moreira Salles
  • 1998 – São Paulo SP – Fronteiras, no Itaú Cultural
  • 1998 – São Paulo SP – Impressões: a arte da gravura brasileira, no Espaço Cultural Banespa-Paulista
  • 1998 – São Paulo SP – O Moderno e o Contemporâneo na Arte Brasileira: Coleção Gilberto Chateaubriand – MAM/RJ, no Masp
  • 1999 – Rio de Janeiro RJ – 500 Anos Depois no Rio: pinturas, no Espaço Cultural dos Correios
  • 1999 – Rio de Janeiro RJ – Cotidiano/Arte. O Objeto – Anos 60/90, no MAM/RJ
  • 1999 – Rio de Janeiro RJ – Mostra Rio Gravura. Coleção Mônica e George Kornis, no Espaço Cultural dos Correios
  • 1999 – Rio de Janeiro RJ – Mostra Rio Gravura. Gravura Moderna Brasileira: acervo Museu Nacional de Belas Artes, no MNBA
  • 1999 – São Paulo SP – A Figura Feminina no Acervo do MAB, no MAB/Faap
  • 1999 – São Paulo SP – Cotidiano/Arte. O Consumo, no Itaú Cultural
  • 1999 – São Paulo SP – Cotidiano/Arte. O Objeto – Anos 60/90, no Itaú Cultural
  • 1999 – São Paulo SP – Litografia: fidelidade e memória, no Espaço de Artes Unicid
  • 1999 – São Paulo SP – United Artists: Viagens de Identidades, na Casa das Rosas
  • 2000 – Brasília DF – Exposição Brasil Europa: encontros no século XX, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 2000 – Curitiba PR – 12ª Mostra da Gravura de Curitiba. Marcas do Corpo, Dobras da Alma
  • 2000 – Lisboa (Portugal) – Século 20: arte do Brasil, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
  • 2000 – Rio de Janeiro RJ – Antonio Dias, Carlos Vergara, Roberto Magalhães, Rubens Gerchman, na GB ARTe
  • 2000 – Rio de Janeiro RJ – Brasilidades, no Centro Cultural Light
  • 2000 – Rio de Janeiro RJ – O Bardi dos Artistas, no Espaço Cultural dos Correios
  • 2000 – Rio de Janeiro RJ – Situações: arte brasileira anos 70, na Fundação Casa França-Brasil
  • 2000 – São Paulo SP – A Figura Feminina no Acervo do MAB, no MAB/Faap
  • 2000 – São Paulo SP – A Figura Humana na Coleção Itaú, no Itaú Cultural
  • 2000 – São Paulo SP – Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, na Fundação Bienal
  • 2000 – São Paulo SP – Coleção Pirelli no Acervo do MAM: a arte brasileira nos anos 60, no MAM/SP
  • 2000 – São Paulo SP – Coletiva Sociarte, no Clube Atlético Monte Líbano. Espaço Cultural
  • 2000 – São Paulo SP – O Bardi dos Artistas, no Memorial da América Latina. Galeria Marta Traba
  • 2000 – São Paulo SP – O Papel da Arte, na Galeria de Arte do Sesi
  • 2001 – Porto Alegre RS – Coleção Liba e Rubem Knijnik: arte brasileira contemporânea, no Margs
  • 2001 – Rio de Janeiro RJ – Aquarela Brasileira, no Centro Cultural Light
  • 2001 – São Paulo SP – Arte Hoje, na Arvani Arte
  • 2001 – São Paulo SP – Museu de Arte Brasileira: 40 anos, no MAB/Faap
  • 2001 – São Paulo SP – 10 Poéticas, na A Hebraica
  • 2002 – Fortaleza CE – Ceará Redescobre o Brasil, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
  • 2002 – Niterói RJ – Acervo em Papel, no MAC/Niterói
  • 2002 – Niterói RJ – Diálogo, Antagonismo e Replicação na Coleção Sattamini, no MAC/Niterói
  • 2002 – Rio de Janeiro RJ – Caminhos do Contemporâneo 1952-2002, no Paço Imperial
  • 2002 – Rio de Janeiro RJ – Entre a Palavra e a Imagem: módulo 1, na Sala MAM-Cittá América
  • 2002 – Rio de Janeiro RJ – Identidades: o retrato brasileiro na Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
  • 2002 – São Paulo SP – Cidadeprojeto / cidadeexperiência, no MAM/SP
  • 2002 – São Paulo SP – Mapa do Agora: arte brasileira recente na Coleção João Sattamini do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, no Instituto Tomie Ohtake
  • 2002 – São Paulo SP – Múltiplos Brasileiros 30 Anos Depois, na Multipla de Arte
  • 2002 – São Paulo SP – Pop Brasil: a arte popular e o popular na arte, no CCBBl
  • 2003 – Rio de Janeiro RJ – Arte em Movimento, no Espaço BNDES
  • 2003 – Rio de Janeiro RJ – Autonomia do Desenho, no MAM/RJ
  • 2003 – Rio de Janeiro RJ – Projeto Brazilianart, no Almacén Galeria de Arte
  • 2003 – São Paulo SP – A Subversão dos Meios, no Itaú Cultural
  • 2003 – São Paulo SP – Arte e Sociedade: uma relação polêmica, no Itaú Cultural
  • 2003 – São Paulo SP – Israel e Palestina: dois estados para dois povos, no Sesc Pompéia
  • 2004 – Campinas SP – Coleção Metrópolis de Arte Contemporânea, no Espaço Cultural CPFL
  • 2004 – Rio de Janeiro RJ – Arte Contemporânea Brasileira nas Coleções do Rio, no MAM/RJ
  • 2004 – São Paulo SP – 450 X 45, no Nova André Galeria
  • 2004 – São Paulo SP – Coletiva de Artistas Contemporâneos, no Esporte Clube Sírio
  • 2004 – São Paulo SP – O Preço da Sedução: do espartilho ao silicone, no Itaú Cultural.