Antônio Bandeira

NASCIMENTO / MORTE

1922 – Fortaleza CE – 26 de maio
1967 – Paris (França) – 6 de outubro

FORMAÇÃO

ca.1932/ca.1938 – Fortaleza CE – Ainda muito jovem, começa a desenhar no colégio cearense dos Irmãos Maristas e, mais tarde, recebe aulas de desenho.

1946/1950 – Paris (França) – Freqüenta a École Nationale Supérieure des Beaux-Arts [Escola Nacional Superior de Belas Artes], a Académie de La Grande Chaumière, estuda desenho com Narbone e gravura com Calanis. Integra-se ao grupo de artistas da Escola de Paris.

CRONOLOGIA

Pintor, desenhista, gravador

  • 1941 – Fortaleza CE – Colabora para a fundação do Centro Cultural de Belas Artes – CCBA que mais tarde se transforma na Sociedade Cearense de Artes Plásticas – SCAP
  • 1945/1946 – Rio de Janeiro RJ – Vive nessa cidade
  • 1946/1950 – Paris (França) – Viaja com bolsa de estudo
  • 1949/1951 – Paris (França) – Funda com dois amigos o grupo Banbryols (ban de Bandeira; bry de Bryen; e ols de Wols)
  • 1951 – Paris ( França) – Ilustra com uma gravura o livro de poemas Étrangère de Ribeiro Couto
  • 1952 – São Paulo SP – Compõe um mural para a sede da Seção Paulista do Instituto dos Arquitetos do Brasil – IAB/SP
  • 1954 – Ilustra os poemas de A Cidade – Suite de Amor e Secreta Esperança de Homero Homem
  • 1954/1959 – Europa-Em 1954, com o Prêmio Fiat da 2ª Bienal Internacional de São Paulo, fixa residência em Paris, viajando pela Itália, Londres e Bruxelas
  • 1955 – Faz a capa para o livro Borboleta Amarela de Rubem Braga
  • 1958 – Bruxelas (Bélgica) – Realiza painel encomendado pelo Instituto Brasileiro do Café para o Palácio das Belas Artes na Exposição Universal e Internacional de Bruxelas
  • 1959/1964 – Brasil – De volta ao Rio de Janeiro, faz viagens à Bahia e ao Ceará
  • 1961 – Rio de Janeiro RJ – Lança um álbum com cinco litografias, texto e poema de sua autoria, editado pela galeria Bonino
  • 1961 – João Siqueira filma o curta-metragem sobre a trajetória do artista
  • 1962/1964 – Luiz Augusto Mendes filma o curta-metragem sobre o artista e sua obra
  • 1964 – Ilustra o poema Canção para o mais triste maio de Manuel Bandeira
  • 1996 – Rio de Janeiro RJ – É publicado o livro Antonio Bandeira, um raro, de autoria de Vera Novis

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

  • 1945 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no IAB/RJ – bolsa de estudo do governo
  • 1950 – Paris (França) – Individual, na Galerie du XX Siècle
  • 1951 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na ABI
  • 1951 – São Paulo SP – Individual, no MAM/SP
  • 1953 – São Paulo SP – Individual, no MAM/SP
  • 1954 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na ABI
  • 1954 – São Paulo SP – Individual, no MAM/SP
  • 1955 – Londres (Inglaterra) – Individual, na Galeria Obelisk
  • 1955 – São Paulo SP – Antonio Bandeira: guaches, no MAM/SP
  • 1956 – Paris (França) – Individual, na Galerie Edouard Loeb
  • 1957 – Nova York (Estados Unidos) – Individual, na Gallery Seventy-Five
  • 1960 – Salvador BA – Individual, no MAM/BA
  • 1961 – Fortaleza CE – Individual, no Museu de Arte da UFCE
  • 1961 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Gead
  • 1961 – São Paulo SP – Antonio Bandeira: guaches, na Galeria São Luís
  • 1962 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Bonino
  • 1963 – Fortaleza CE – Individual, no Museu de Arte da UFCE
  • 1963 – Salvador BA – Individual, na Galeria Querino
  • 1964 – São Paulo SP – Pintura de Antonio Bandeira: óleos e guaches, na Galeria Atrium

EXPOSIÇÕES COLETIVAS

  • 1942 – Fortaleza CE – 1º Salão de Abril – medalha de ouro
  • 1943 – São Paulo SP – 9º Salão Paulista de Belas Artes, na Galeria Prestes Maia – medalha de bronze
  • 1945 – Rio de Janeiro RJ – Grupo Cearense, na Galeria Askanasy
  • 1947 – Paris (França) – Salão de Outono, no Grand Palais
  • 1948 – Paris (França) – Salão de Arte Livre
  • 1949 – Paris (França) – Grupo Banbryols, na Galerie des Deux-Iles
  • 1950 – Salvador BA – 2º Salão Baiano de Belas Artes, na Galeria Belvedere da Sé
  • 1951 – São Paulo SP – 1ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão do Trianon
  • 1951 – Rio de Janeiro RJ – 57º Salão Nacional de Belas Artes – Divisão Moderna, no MNBA – medalha de bronze
  • 1952 – Paris (França) – 38º Salão de Maio
  • 1952 – Paris (França) – Salon Réalités Nouvelles
  • 1952 – Rio de Janeiro RJ – 1º Salão Nacional de Arte Moderna, no MAM/RJ
  • 1952 – Rio de Janeiro RJ – Exposição de Artistas Brasileiros, no MAM/RJ
  • 1952 – Veneza (Itália) – 26ª Bienal de Veneza
  • 1953 – Paris (França) – Salon Réalités Nouvelles
  • 1953 – Petrópolis RJ – 1ª Exposição Nacional de Arte Abstrata, no Hotel Quitandinha
  • 1953 – Rio de Janeiro RJ – 4º Salão de Naturezas Mortas, no Theatro Municipal
  • 1953 – São Paulo SP – 2ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão dos Estados – Prêmio Fiat
  • 1954 – Rio de Janeiro RJ – Salão Preto e Branco, no Palácio da Cultura
  • 1954 – São Paulo SP – 3º Salão Paulista de Arte Moderna, na Galeria Prestes Maia
  • 1954 – Veneza (Itália) – 27ª Bienal de Veneza
  • 1955 – Paris (França) – A Arte na França e no Mundo, no Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris
  • 1955 – São Paulo SP – 3ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão das Nações
  • 1956 – Paris (França) – Salon Réalités Nouvelles
  • 1957 – Paris (França) – 50 Ans de Peinture Abstraite, na Galerie Greuze
  • 1959 – Leverkusen (Alemanha) – Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
  • 1959 – Munique (Alemanha) – Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa, na Kunsthaus
  • 1959 – São Paulo SP – 5ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão Ciccilo Matarazzo Sobrinho
  • 1959 – Viena (Áustria) – Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
  • 1960 – Hamburgo (Alemanha) – Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
  • 1960 – Lisboa (Portugal) – Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
  • 1960 – Madri (Espanha) – Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
  • 1960 – Paris (França) – Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
  • 1960 – São Paulo SP – Coleção Leirner, na Galeria de Arte das Folha
  • 1960 – Utrecht (Holanda) – Primeira Exposição Coletiva de Artistas Brasileiros na Europa
  • 1960 – Veneza (Itália) – 30ª Bienal de Veneza
  • 1961 – Aschaffenburg (Alemanha) – Exposição Internacional de Aschaffenburg
  • 1961 – Rio de Janeiro RJ – 1º O Rosto e a Obra, na Galeria Ibeu Copacabana
  • 1961 – São Paulo SP – 6ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão Ciccilo Matarazzo Sobrinho
  • 1962 – São Paulo SP – Seleção de Obras de Arte Brasileira da Coleção Ernesto Wolf, no MAM/SP
  • 1963 – Campinas SP – Pintura e Escultura Contemporâneas, no Museu Carlos Gomes
  • 1963 – Crato CE – Civilização Nordeste, no Museu da Universidade do Ceará
  • 1963 – Rio de Janeiro RJ – 1º Resumo de Arte JB, no Jornal do Brasil
  • 1964 – Rio de Janeiro RJ – O Nu na Arte Contemporânea, na Galeria Ibeu Copacabana
  • 1964 – Veneza (Itália) – 32ª Bienal de Veneza
  • 1965 – Bonn (Alemanha) – Arte Brasileira Atual
  • 1965 – Bruxelas (Bélgica) – Artistes Latino-Américains, no Palais de Beaux-Arts
  • 1965 – Londres (Inglaterra) – Brazilian Art Today, na Royal Academy of Arts
  • 1965 – Madri (Espanha) – L’Oeil de Boeuf
  • 1965 – New Orleans (Estados Unidos) – Artistas do Brasil
  • 1965 – Paris (França) – Exposition d’Art Latino Americain à Paris, no Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris
  • 1965 – Viena (Áustria) – Arte Brasileira Atual
  • 1966 – Bruxelas (Bélgica) – Arte Brasileira Contemporânea, no Palais de Beaux-Arts
  • 1966 – Paris (França) – Artistes Brésiliens de Paris, na Galerie Debret
  • 1966 – Rio de Janeiro RJ – Auto-Retratos, na Galeria Ibeu Copacabana

EXPOSIÇÕES PÓSTUMAS

  • 1968 – Fortaleza CE – Individual, no Museu de Arte da UFCE
  • 1968 – Paris (França) – Salon Comparaisons
  • 1969 – Rio de Janeiro RJ – Antonio Bandeira: retrospectiva, no MAM/RJ
  • 1970 – São Paulo SP – Pinacoteca do Estado de São Paulo 1970
  • 1971 – Paris (França) – Bandeira à Paris, na Galerie Debret
  • 1972 – São Paulo SP – A Semana de 22: antecedentes e conseqüências, no Masp
  • 1976 – São Paulo SP – O Desenho Jovem dos Anos 40, na Pinacoteca do Estado
  • 1977 – Rio de Janeiro RJ – Antonio Bandeira Caminho da Abstração: guaches e desenhos, na Galeria Luiz Buarque de Holanda e Paulo Bittencourt
  • 1977 – São Paulo SP – Mostra de Arte, no Grupo Financeiro BBI
  • 1978 – São Paulo SP – As Bienais e a Abstração: a década de 50, no Museu Lasar Segall
  • 1980 – São Paulo SP – Mestres do Abstracionismo Lírico no Brasil, na Galeria Eugenie Villien
  • 1981 – Rio de Janeiro RJ – Universo do Carnaval: imagens e reflexões, na Acervo Galeria de Arte
  • 1982 – Lisboa (Portugal) – Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
  • 1982 – Londres (Inglaterra) – Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Barbican Art Gallery
  • 1982 – Rio de Janeiro RJ – Universo do Futebol, no MAM/RJ
  • 1982 – Salvador BA – A Arte Brasileira da Coleção Odorico Tavares, no Museu Carlos Costa Pinto
  • 1983 – Rio de Janeiro RJ – 6º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
  • 1983 – Rio de Janeiro RJ – Auto-Retratos Brasileiros, na Galeria de Arte Banerj
  • 1984 – Rio de Janeiro RJ – 1ª Exposição Nacional de Arte Abstrata-Hotel Quitandinha 1953, na Galeria de Arte Banerj
  • 1984 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Bonino
  • 1984 – São Paulo SP – Coleção Gilberto Chateaubriand: retrato e auto-retrato da arte brasileira, no MAM/SP
  • 1984 – São Paulo SP – Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal
  • 1985 – Paris (França) – Mostra, na Galeria Broomhead
  • 1985 – Rio de Janeiro RJ – 8º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
  • 1985 – Rio de Janeiro RJ – Seis Décadas de Arte Moderna: Coleção Roberto Marinho, no Paço Imperial
  • 1985 – São Paulo SP – 18ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
  • 1986 – Rio de Janeiro RJ – Coleção de Trinta Guaches de Antonio Bandeira: fase Paris, na Ralph Camargo Consultoria de Arte
  • 1986 – Rio de Janeiro RJ – JK e os Anos 50: uma visão da cultura e do cotidiano, na Galeria Investiarte
  • 1986 – São Paulo SP – Antonio Bandeira e Bernard Quentin, na Paulo Figueiredo Galeria de Arte
  • 1987 – Paris (França) – Modernidade: arte brasileira do século XX, no Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris
  • 1987 – Rio de Janeiro RJ – Ao Colecionador: homenagem a Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
  • 1987 – São Paulo SP – O Ofício da Arte: pintura, no Sesc
  • 1988 – Rio de Janeiro RJ – Hedonismo: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Galeria Edifício Gilberto Chateaubriand
  • 1988 – São Paulo SP – A Mão Afro-Brasileira, no MAM/SP
  • 1988 – São Paulo SP – MAC 25 anos: destaques da coleção inicial, no MAC/USP
  • 1988 – São Paulo SP – Modernidade: arte brasileira do século XX, no MAM/SP
  • 1989 – Fortaleza CE – Arte Brasileira dos Séculos XIX e XX nas Coleções Cearenses: pinturas e desenhos, no Espaço Cultural da Unifor
  • 1989 – Lisboa (Portugal) – Seis Décadas de Arte Moderna Brasileira: Coleção Roberto Marinho, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
  • 1989 – São Paulo SP – 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
  • 1990 – Rio de Janeiro RJ – Antonio Bandeira: guaches e aquarelas dos anos 50, na Bolsa de Arte
  • 1991 – Curitiba PR – Museu Municipal de Arte: acervo, no Museu Municipal de Arte
  • 1991 – Fortaleza CE – Scap: 50 anos, no Imperial Othon Palace Hotel
  • 1991 – Rio de Janeiro RJ – Antonio Bandeira Guaches Inéditos: Coleção Particular Fronteira Arte e Hotelaria, na Bookmakers
  • 1992 – Rio de Janeiro RJ – 1º A Caminho de Niterói: Coleção João Sattamini, no Paço Imperial
  • 1992 – Rio de Janeiro RJ – Natureza: quatro séculos de arte no Brasil, no CCBB
  • 1992 – São Paulo SP – Antonio Bandeira 70 Anos, na Dan Galeria
  • 1992 – São Paulo SP – O Olhar de Sérgio sobre a Arte Brasileira: desenhos e pinturas, na Biblioteca Municipal Mário de Andrade
  • 1992 – São Paulo SP – Primeiro Aniversário da Grifo Galeria de Arte, na Grifo Galeria de Arte
  • 1992 – Zurique (Suíça) – Brasilien: entdeckung und selbstentdeckung, no Kunsthaus Zürich
  • 1993 – São Paulo SP – O Desenho Moderno no Brasil: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Galeria de Arte do Sesi
  • 1993 – São Paulo SP – Obras para Ilustração do Suplemento Literário: 1956-1967, no MAM/SP
  • 1994 – Rio de Janeiro RJ – O Desenho Moderno no Brasil: Coleção Gilberto Chateubriand, no MAM/RJ
  • 1994 – São Paulo SP – Arte Moderna Brasileira: uma seleção da Coleção Roberto Marinho, no Masp
  • 1994 – São Paulo SP – Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal
  • 1996 – São Paulo SP – Arte Brasileira: 50 anos de história no acervo MAC/USP: 1920-1970, no MAC/USP
  • 1997 – Porto Alegre RS – Exposição do Acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 1997 – Porto Alegre RS – Exposição Paralela, no Museu da Caixa Econômica Federal
  • 1997 – São Paulo SP – Exposição do Acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 1997 – São Paulo SP – Grandes Nomes da Pintura Brasileira, na Jo Slaviero Galeria de Arte
  • 1998 – Curitiba PR – Exposição do Acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 1998 – Fortaleza CE – Individual, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
  • 1998 – Rio de Janeiro RJ – Exposição do Acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 1998 – São Paulo SP – Coleção MAM Bahia: pinturas, no MAM/SP
  • 1998 – São Paulo SP – O Moderno e o Contemporâneo na Arte Brasileira: Coleção Gilberto Chateaubriand – MAM/RJ, no Masp
  • 1998 – São Paulo, SP – Coleção MAM Bahia: pinturas, no MAM/SP
  • 1999 – Fortaleza CE – Antonio Bandeira: pinturas e desenhos, na Galeria Multiarte
  • 1999 – Salvador BA – 60 Anos de Arte Brasileira, no Espaço Cultural da Caixa Econômica Federal
  • 1999 – São Paulo SP – Cotidiano/Arte. O Consumo, no Itaú Cultural
  • 2000 – Brasília DF – Exposição Brasil Europa: encontros no século XX, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 2000 – Lisboa (Portugal) – Século 20: arte do Brasil, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
  • 2000 – Rio de Janeiro RJ – Quando o Brasil Era Moderno: artes plásticas no Rio de Janeiro de 1905 a 1960, no Paço Imperial
  • 2000 – São Paulo SP – Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, na Fundação Bienal
  • 2001 – Brasília DF – Coleções do Brasil, no CCBB
  • 2001 – Rio de Janeiro RJ – Aquarela Brasileira, no Centro Cultural Light
  • 2001 – São Paulo SP – 4 Décadas, na Nova André Galeria
  • 2001 – São Paulo SP – Biografias Instantâneas, na Casa das Rosas
  • 2002 – Niterói RJ – Arte Brasileira sobre Papel: séculos XIX e XX, no Solar do Jambeiro
  • 2002 – Rio de Janeiro RJ – Arte Brasileira na Coleção Fadel: da inquietação do moderno à autonomia da linguagem, no CCBB
  • 2002 – Rio de Janeiro RJ – Caminhos do Contemporâneo 1952-2002, no Paço Imperial
  • 2002 – Rio de Janeiro RJ – Identidades: o retrato brasileiro na Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
  • 2002 – São Paulo SP – Arte Brasileira na Coleção Fadel: da inquietação do moderno à autonomia da linguagem, no CCBB
  • 2002 – São Paulo SP – Espelho Selvagem: arte moderna no Brasil da primeira metade do século XX, Coleção Nemirovsky, no MAM/SP
  • 2002 – São Paulo SP – Modernismo: da Semana de 22 à seção de arte de Sérgio Milliet, no CCSP
  • 2003 – Belém PA – 22º Salão Arte Pará, no Museu de Arte do Pará
  • 2003 – Brasília DF – Arte Brasileira na Coleção Fadel: da inquietação do moderno à autonomia da linguagem, no CCBB
  • 2003 – Rio de Janeiro RJ – Autonomia do Desenho, no MAM/RJ
  • 2003 – Rio de Janeiro RJ – Ordem x Liberdade, no MAM/RJ
  • 2003 – Rio de Janeiro RJ – Tesouros da Caixa: arte moderna brasileira no acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 2003 – São Paulo SP – Arteconhecimento: 70 anos USP, no MAC/USP
  • 2004 – Rio de Janeiro RJ – O Século de um Brasileiro: Coleção Roberto Marinho, no Paço Imperial
  • 2004 – São Paulo SP – Abstração como Linguagem: perfil de um acervo, na Pinakotheke
  • 2004 – São Paulo SP – Gesto e Expressão: o abstracionismo informal nas coleções JP Morgan Chase e MAM, no MAM/SP
  • 2004 – São Paulo SP – Sala do Acervo, na Ricardo Camargo Galeria
  • 2005 – Petrópolis RJ – Expresso Abstrato, no Museu Imperial
  • 2005 – São Paulo SP – O Século de um Brasileiro: Coleção Roberto Marinho, no MAM/SP
  • 2008 – São Paulo – SP – Pinakotheke São Paulo – 22 de agosto a 10 de outubro
  • 2008 – São Paulo – SP – MAC USP – “Antônio Bandeira – Desconfigurações”- 27 de novembro de 2008 a 25 de janeiro de 2009