Alberto da Veiga Guignard

BIOGRAFIA

Alberto da Veiga Guignard (Nova Friburgo RJ 1896 – Belo Horizonte MG 1962). Pintor, professor, desenhista, ilustrador e gravador. Muda-se com a família para a Europa em 1907. Em dois períodos, entre 1917 e 1918 e entre 1921 e 1923, freqüenta a Königliche Akademie der Bildenden Künste [Real Academia de Belas Artes] de Munique, onde estuda com Hermann Groeber (1865 – 1935) e Adolf Hengeler (1863 – 1927). Aperfeiçoa-se em Florença e em Paris, onde participa do Salão de Outono. Retorna para o Rio de Janeiro em 1929 e integra-se ao cenário cultural por meio do contato com Ismael Nery (1900 – 1934). No ano seguinte, instala ateliê no Jardim Botânico, que retrata em várias obras. Participa do Salão Revolucionário de 1931, e é destacado por Mário de Andrade (1893 – 1945) como uma das revelações da mostra. De 1931 a 1943, dedica-se ao ensino de desenho e gravura na Fundação Osório, no Rio de Janeiro. Entre 1940 e 1942, vive num hotel em Itatiaia, pinta a paisagem local e decora peças e cômodos do hotel. Em 1941, integra a Comissão Organizadora da Divisão de Arte Moderna do Salão Nacional de Belas Artes, com Oscar Niemeyer (1907) e Aníbal Machado (1894 – 1964). Em 1943, passa a orientar alunos em seu ateliê e cria o Grupo Guignard. A única exposição do grupo, realizada no Diretório Acadêmico da Escola Nacional de Belas Artes – Enba, é fechada por alunos conservadores e reinaugurada na Associação Brasileira de Imprensa – ABI. Em 1944, a convite do prefeito Juscelino Kubitschek (1902 – 1976), transfere-se para Belo Horizonte e começa a lecionar e dirigir o curso livre de desenho e pintura da Escola de Belas Artes, por onde passam Amilcar de Castro (1920 – 2002), Farnese de Andrade (1926 – 1996) e Lygia Clark (1920 – 1988), entre outros. Permanece à frente da escola até 1962, quando, em sua homenagem, esta passa a chamar-se Escola Guignard. Sua produção compreende paisagens, retratos, pinturas de gênero e de temática religiosa.

NASCIMENTO / MORTE

1896 – Nova Friburgo RJ – 25 de fevereiro.
1962 – Belo Horizonte MG – 26 de junho.

FORMAÇÃO

1915/1918 e 1921/1923 – Munique (Alemanha) – Na Real Academia de Belas Artes de Munique cursa desenho e pintura com os professores Hermann Groeber (1865 – 1935), membro da Sezession alemã, e Adolf Hengeler (1863 – 1927), artista gráfico e ilustrador. A ênfase é dada ao desenho com modelo vivo, apenas com lápis e sombreado.
ca.1918 – Paris (França) – Cursa desenho
ca.1921 – Munique (Alemanha) – Freqüenta assiduamente a Pinacoteca de Munique, interessando-se pela coleção de arte flamenga
Pintor, professor, desenhista, ilustrador, gravador

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

  • 1930 – Buenos Aires (Argentina) – Individual
  • 1931 – Rio de Janeiro RJ – Individual
  • 1934 – Buenos Aires (Argentina) – Individual
  • 1934 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Pró-Arte
  • 1935 – Pittsburg (Estados Unidos) – Individual, no Carnegie Institute
  • 1936 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no Palace Hotel
  • 1937 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Nova Galeria de Arte
  • 1938 – Berlim (Alemanha) – Individual – patrocínio da Associação de Artistas Brasileiros, Sociedade Pró-Arte e Instituto Teuto-Brasileiro
  • 1938 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no Palace Hotel
  • 1942 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Enba
  • 1953 – Rio de Janeiro RJ – Exposição de Alberto da Veiga Guignard, no MAM/RJ
  • 1956 – São Paulo SP – Guignard: retrospectiva, no IAB/SP
  • 1959 – Belo Horizonte MG – Guignard: retrospectiva, no Automóvel Clube
  • 1959 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Jorge Montmartre
  • 1960 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Petite Galerie – Prêmio ABCA
  • 1961 – Belo Horizonte MG – Guignard: retrospectiva, no MAP
  • 1962 – São Paulo SP – Individual, na Petite Galerie

EXPOSIÇÕES COLETIVAS

  • 1923 – Munique (Alemanha) – Coletiva, no Palácio de Vidro
  • 1924 – Rio de Janeiro RJ – 31ª Exposição Geral de Belas Artes – Divisão Geral, na Enba – menção honrosa
  • 1927 – Paris (França) – 20º Salão de Outono, no Grand Palais
  • 1928 – Paris (França) – Salão de Outono, no Grand Palais
  • 1928 – Veneza (Itália) – 16ª Bienal de Veneza
  • 1929 – Paris (França) – 40º Salon des Indépendants, na Société des Artistes Indépendants
  • 1929 – Rio de Janeiro RJ – 36ª Exposição Geral de Belas Artes – Divisão Geral, na Enba – medalha de bronze
  • 1929 – Rosário (Argentina) – 11º Salão de Arte do Rosário, na Comisión Municipal de Belas Artes de Rosário
  • 1930 – Nova York (Estados Unidos) – The First Representative Collection of Paintings by Brazilian Artists, no Nicholas Roerich Museum
  • 1930 – Rio de Janeiro RJ – 37ª Exposição Geral de Belas Artes, na Enba
  • 1931 – Rio de Janeiro RJ – 1º Salão da Pró-Arte, na Enba
  • 1931 – Rio de Janeiro RJ – Salão Revolucionário, na Enba
  • 1932 – Rio de Janeiro RJ – 2º Salão da Pró-Arte, na Enba
  • 1933 – Rio de Janeiro RJ – 3º Salão da Pró-Arte, na Enba
  • 1933 – Rio de Janeiro RJ – Mostra de Arte Social, no Clube Municipal
  • 1933 – São Paulo SP – 1ª Exposição de Arte Moderna da SPAM, no Palacete Campinas
  • 1933 – São Paulo SP – 2ª Exposição de Arte Moderna da SPAM, no Palacete Campinas
  • 1934 – Rio de Janeiro RJ – 4º Salão da Pró-Arte
  • 1934 – São Paulo SP – 1º Salão Paulista de Belas Artes, na Rua 11 de Agosto
  • 1935 – Pittsburgh (Estados Unidos) – The 1935 International Exhibition of Painting, no Carnegie Institute
  • 1935 – Rio de Janeiro RJ – Exposição de Arte Social, no Clube de Cultura Moderna do Rio de Janeiro
  • 1935 – Rio de Janeiro RJ – Salão de Auto-Retratos, na Associação dos Artistas Brasileiros
  • 1936 – Rio de Janeiro RJ – 42º Salão Nacional de Belas Artes, no Instituto de Previdência
  • 1936 – Toledo (Estados Unidos) – The 1935 International Exhibition of Painting, no Toledo Museum of Art
  • 1936 – Cleveland (Estados Unidos) – The 1935 International Exhibition of Painting
  • 1937 – Buenos Aires (Argentina) – Salão Oficial de Buenos Aires – 2º prêmio
  • 1937 – São Paulo SP – 1º Salão de Maio, no Esplanada Hotel de São Paulo
  • 1937 – São Paulo SP – 5º Salão Paulista de Belas Artes
  • 1938 – Rio de Janeiro RJ – 44º Salão Nacional de Belas Artes, na MNBA
  • 1938 – Rio de Janeiro RJ – Mostra da Sociedade Pró-Arte
  • 1938 – São Paulo SP – 2º Salão de Maio, no Esplanada Hotel de São Paulo
  • 1939 – Rio de Janeiro RJ – 45º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
  • 1940 – Rio de Janeiro RJ – 46º Salão Nacional de Belas Artes – Divisão Moderna, no MNBA – prêmio de viagem ao país e medalha de prata
  • 1941 – Rio de Janeiro RJ – 47º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
  • 1942 – Rio de Janeiro RJ – 48º Salão Nacional de Belas Artes – Divisão Moderna, no MNBA – medalha de ouro
  • 1943 – Rio de Janeiro RJ – 49º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
  • 1943 – Rio de Janeiro RJ – Exposição Anti-Eixo, no Museu Histórico e Diplomático. Palácio Itamaraty
  • 1943 – Rio de Janeiro RJ – Grupo Guignard, na Enba
  • 1944 – Belo Horizonte MG – Exposição de Arte Moderna, no Edifício Mariana
  • 1944 – Londres (Inglaterra) – Exhibition of Modern Brazilian Paintings, na Royal Academy of Arts
  • 1944 – Norwich (Inglaterra) – Exhibition of Modern Brazilian Paintings, no Norwich Castle and Museum
  • 1945 – Baht (Inglaterra) – Exhibition of Modern Brazilian Paintings, na Victory Art Gallery
  • 1945 – Bristol (Inglaterra) – Exhibition of Modern Brazilian Paintings, no Bristol City Museum & Art Gallery
  • 1945 – Buenos Aires (Argentina) – 20 Artistas Brasileños, nas Salas Nacionales de Exposición
  • 1945 – Edimburgo (Escócia) – Exhibition of Modern Brazilian Paintings, na National Gallery
  • 1945 – Glasgow (Escócia) – Exhibition of Modern Brazilian Paintings, na Kelingrove Art Gallery
  • 1945 – La Plata (Argentina) – 20 Artistas Brasileños, no Museo Provincial de Bellas Artes
  • 1945 – Manchester (Inglaterra) – Exhibition of Modern Brazilian Paintings, na Manchester Art Gallery
  • 1945 – Montevidéu (Uruguai) – 20 Artistas Brasileños, na Comisión Municipal de Cultura
  • 1945 – Rio de Janeiro RJ – 51º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
  • 1945 – Rio de Janeiro RJ – Os Artistas Plásticos do Partido Comunista, na Casa do Estudante
  • 1945 – Santiago (Chile) – 20 Artistas Brasileños, na Universidad de Santiago do Chile
  • 1946 – Rio de Janeiro RJ – Guignard e seus Alunos, na ABI
  • 1947 – Rio de Janeiro RJ – 53º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
  • 1948 – Rio de Janeiro RJ – 54º Salão Nacional de Belas Artes – Divisão Moderna, no MNBA – medalha de ouro
  • 1949 – Rio de Janeiro RJ – 55º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
  • 1950 – Bahia – Um Século de Pintura Brasileira: 1850-1950, organizada pelo MNBA
  • 1950 – Belo Horizonte MG – Guignard e seus Alunos, no Edifício Financial
  • 1950 – Paraíba – Um Século de Pintura Brasileira: 1850-1950, organizada pelo MNBA
  • 1950 – Pernambuco – Um Século de Pintura Brasileira: 1850-1950, organizada pelo MNBA
  • 1950 – Rio de Janeiro RJ – 56º Salão Nacional de Belas Artes, no MNBA
  • 1950 – Rio de Janeiro RJ – Um Século da Pintura Brasileira: 1850-1950, no MNBA
  • 1951 – Rio de Janeiro RJ – 57º Salão Nacional de Belas Artes – Divisão Moderna, no MNBA – medalha de honra
  • 1951 – São Paulo SP – 1ª Bienal Internacional de São Paulo, no Pavilhão do Trianon
  • 1952 – Belo Horizonte MG – Exposição Internacional de Arte, no Edifício Dantés
  • 1952 – Rio de Janeiro RJ – 1º Salão Nacional de Arte Moderna
  • 1952 – Rio de Janeiro RJ – Exposição de Artistas Brasileiros, no MAM/RJ
  • 1952 – Veneza (Itália) – 26ª Bienal de Veneza
  • 1953 – Rio de Janeiro RJ – 2º Salão Nacional de Arte Moderna, no MNBA
  • 1954 – São Paulo SP – Arte Contemporânea: exposição do acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo, no MAM/SP
  • 1957 – Buenos Aires (Argentina) – Arte Moderna no Brasil, no Museo de Arte Moderno
  • 1957 – Lima (Peru) – Arte Moderna no Brasil, no Museo de Arte de Lima
  • 1957 – Rosario (Argentina) – Arte Moderna no Brasil, no Museo Municipal de Bellas Artes Juan B. Castagnino
  • 1957 – Santiago (Chile) – Arte Moderna no Brasil, no Museo de Arte Contemporáneo
  • 1958 – Rio de Janeiro RJ – 7º Salão Nacional de Arte Moderna, no MAM/RJ
  • 1959 – Rio de Janeiro RJ – 30 Anos de Arte Brasileira, na Galeria Macunaíma
  • 1960 – São Paulo SP – Coleção Leirner, na Galeria de Arte das Folhas
  • 1962 – Córdoba (Argentina) – 1ª Bienal Americana de Arte
  • 1962 – Rabat (Marrocos) – Exposição de Artistas Brasileiros
  • 1962 – Casablanca (Marrocos) – Exposição de Artistas Brasileiros
  • 1962 – Tanger (Marrocos) – Exposição de Artistas Brasileiros

EXPOSIÇÕES PÓSTUMAS

  • 1962 – Belo Horizonte MG – Individual, no MAP
  • 1962 – Rio de Janeiro RJ – O Retrato como Tema, na Galeria do Ibeu
  • 1963 – Belo Horizonte MG – Exposição na Reitoria da Universidade Federal de Minas Gerais, na UFMG. Reitoria
  • 1963 – Campinas SP – Pintura e Escultura Contemporâneas, no Museu Carlos Gomes
  • 1963 – Rio de Janeiro RJ – 1º Resumo de Arte JB, no Jornal do Brasil
  • 1963 – Rio de Janeiro RJ – A Paisagem como Tema, na Galeria Ibeu Copacabana
  • 1966 – Rio de Janeiro RJ – Auto-Retratos, na Galeria Ibeu Copacabana
  • 1966 – São Paulo SP – Meio Século de Arte Nova, no MAC/USP
  • 1970 – Belo Horizonte MG – Exposição na Galeria de Arte do ICBEU
  • 1970 – Belo Horizonte MG – O Processo Evolutivo da Arte em Minas: 1900 a 1970, na Fundação Palácio das Artes
  • 1972 – Belo Horizonte MG – Guignard 1896-1962, no MAP
  • 1972 – São Paulo SP – A Semana de 22: antecedentes e conseqüências, no Masp
  • 1974 – Niterói RJ – 3ª Mostra de Artes Visuais de Niterói
  • 1974 – Rio de Janeiro RJ – Guignard: retrospectiva, no MAM/RJ
  • 1974 – São Paulo SP – Individual, no Centro de Artes Novo Mundo
  • 1975 – São Paulo SP – O Modernismo de 1917 a 1930, no Museu Lasar Segall
  • 1975 – São Paulo SP – SPAM e CAM, no Museu Lasar Segall
  • 1976 – São Paulo SP – Arte Brasileira do Século XX: caminhos e tendências, na Galeria de Arte Global
  • 1976 – São Paulo SP – Os Salões: da Família Artística Paulista, de Maio e do Sindicato dos Artistas Plásticos de São Paulo, no Museu Lasar Segall
  • 1977 – Belo Horizonte MG – A Paisagem Mineira, no Paço das Artes
  • 1980 – Rio de Janeiro RJ – Homenagem a Mário Pedrosa, na Galeria Jean Boghici
  • 1980 – Santiago (Chile) – 20 Pintores Brasileños, na Academia Chilena de Bellas Artes
  • 1980 – São Paulo SP – A Paisagem Brasileira: 1650-1976, no Paço das Artes
  • 1980 – São Paulo SP – Mestres Contemporâneos, na Fundação Maria Luisa e Oscar Americano
  • 1981 – Belo Horizonte MG – 8º Salão Global de Inverno, na Fundação Palácio das Artes
  • 1981 – Rio de Janeiro RJ – 8º Salão Global de Inverno, no MAM/RJ
  • 1981 – Rio de Janeiro RJ – Do Moderno ao Contemporâneo: Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
  • 1981 – Rio de Janeiro RJ – Guignard Desenhista, na Galeria Gravura Brasileira
  • 1981 – São Paulo SP – 8º Salão Global de Inverno, no Masp
  • 1982 – Belo Horizonte MG – Guignard: exposição documental comemorativa do 20º aniversário de morte, no Palácio das Artes
  • 1982 – Lisboa (Portugal) – Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
  • 1982 – Lisboa (Portugal) – Do Moderno ao Contemporâneo: Coleção Gilberto Chateaubriand, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
  • 1982 – Londres (Inglaterra) – Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Barbican Art Gallery
  • 1982 – Rio de Janeiro RJ – Alberto da Veiga Guignard 1896-1962: pinturas e desenhos, na Galeria de Arte Banerj
  • 1982 – Rio de Janeiro RJ – Pintores Fluminenses, no MAM/RJ
  • 1982 – Salvador BA – A Arte Brasileira da Coleção Odorico Tavares, no Museu Carlos Costa Pinto
  • 1982 – São Paulo SP – Do Modernismo à Bienal, no MAM/SP
  • 1983 – Caracas (Venezuela) – Pintura en Brasil del 600 al Modernismo, no Museo de Bellas Artes
  • 1983 – Olinda PE – 2ª Exposição da Coleção Abelardo Rodrigues de Artes Plásticas, no MAC/Olinda
  • 1983 – Rio de Janeiro RJ – 6º Salão Nacional de Artes Plásticas, no MAM/RJ
  • 1983 – Rio de Janeiro RJ – Arte Moderna no Salão Nacional: 1940-1982, na Funarte. Centro de Artes
  • 1983 – Rio de Janeiro RJ – Auto-Retratos Brasileiros, na Galeria de Arte Banerj
  • 1983 – São Paulo SP – Alberto da Veiga Guignard: 1896-1962, no Espaço Plano
  • 1984 – Fortaleza CE – 7º Salão Nacional de Artes Plásticas
  • 1984 – Rio de Janeiro RJ – Salão de 31, na Funarte
  • 1984 – São Paulo SP – Coleção Gilberto Chateaubriand: retrato e auto-retrato da arte brasileira, no MAM/SP
  • 1984 – São Paulo SP – Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal
  • 1985 – Porto Alegre RS – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Margs
  • 1985 – Rio de Janeiro RJ – Retrato do Colecionador na sua Coleção, na Galeria de Arte Banerj
  • 1985 – Rio de Janeiro RJ – Rio: vertente surrealista, na Galeria de Arte Banerj
  • 1985 – Rio de Janeiro RJ – Seis Décadas de Arte Moderna: na Coleção Roberto Marinho, no Paço Imperial
  • 1985 – São Paulo SP – 100 Obras Itaú, no Masp
  • 1985 – São Paulo SP – 18ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
  • 1986 – Belo Horizonte MG – O Modernismo em Minas: o Salão de 1936, no Espaço Cultural Casa do Baile
  • 1986 – Brasília DF – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Teatro Nacional Cláudio Santoro
  • 1986 – Porto Alegre RS – Caminhos do Desenho Brasileiro, no Margs
  • 1986 – Rio de Janeiro RJ – A Nova Flor do Abacate, Grupo Guignard-1943 e Os Dissidentes-1942, na Galeria de Arte Banerj
  • 1986 – Rio de Janeiro RJ – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no MAM/RJ
  • 1986 – São Paulo SP – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Masp
  • 1987 – Paris (França) – Modernidade: arte brasileira do século XX, no Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris
  • 1987 – Rio de Janeiro RJ – Ao Colecionador: homenagem a Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
  • 1987 – Rio de Janeiro RJ – Guignard/Marcier, na Galeria Jean Boghici
  • 1987 – Rio de Janeiro RJ – Rio de Janeiro, Fevereiro, Março: do modernismo à geração 80, na Galeria de Arte Banerj
  • 1987 – São Paulo SP – 19ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
  • 1987 – São Paulo SP – O Brasil Pintado por Mestres Nacionais e Estrangeiros: séculos XVIII – XX, no Masp
  • 1987 – São Paulo SP – O Ofício da Arte: pintura, no Sesc
  • 1988 – Rio de Janeiro RJ – Hedonismo: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Galeria Edifício Gilberto Chateaubriand
  • 1988 – São Paulo SP – MAC 25 anos: destaques da coleção inicial, no MAC/USP
  • 1988 – São Paulo SP – Modernidade: arte brasileira do século XX, no MAM/SP
  • 1989 – Fortaleza CE – Arte Brasileira dos Séculos XIX e XX nas Coleções Cearenses: pinturas e desenhos, no Espaço Cultural da Unifor
  • 1989 – Lisboa (Portugal) – Seis Décadas de Arte Moderna Brasileira: Coleção Roberto Marinho, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
  • 1989 – São Paulo SP – Pintura Brasil Século XIX e XX: obras do acervo do Banco Itaú, na Itaugaleria
  • 1991 – Curitiba PR – Museu Municipal de Arte: acervo, no Museu Municipal de Arte
  • 1992 – Belo Horizonte MG – Guignard: paixão cotidiana, na Itaugaleria
  • 1992 – Belo Horizonte MG – Retratos de Guignard, no MAP
  • 1992 – Paris (França) – Latin American Artists of the Twentieth Century, no Centre Georges Pompidou
  • 1992 – Poços de Caldas MG – Arte Moderna Brasileira: acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, na Casa da Cultura
  • 1992 – Rio de Janeiro RJ – Natureza: quatro séculos de arte no Brasil, no CCBB
  • 1992 – São Paulo SP – Guignard: uma seleção da obra do artista, no Museu Lasar Segall
  • 1992 – Sevilha (Espanha) – Latin American Artists of the Twentieth Century, na Estación Plaza de Armas
  • 1992 – Zurique (Suíça) – Brasilien: entdeckung und selbstentdeckung, na Kunsthaus Zürich
  • 1993 – Colônia (Alemanha) – Latin American Artists of the Twentieth Century, no Kunsthalle Cologne
  • 1993 – Nova York (Estados Unidos) – Latin American Artists of the Twentieth Century, no MoMA
  • 1993 – Rio de Janeiro RJ – Brasil 100 Anos de Arte Moderna, no MNBA
  • 1993 – São Paulo SP – 100 Obras-Primas da Coleção Mário de Andrade: pintura e escultura, no IEB/USP
  • 1993 – São Paulo SP – A Arte Brasileira no Mundo, Uma Trajetória: 24 artistas brasileiros, na Dan Galeria
  • 1993 – São Paulo SP – O Desenho Moderno no Brasil: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Galeria de Arte do Sesi
  • 1993 – São Paulo SP – O Modernismo no Museu de Arte Brasileira: pintura, no MAB/Faap
  • 1994 – Poços de Caldas MG – Coleção Unibanco: exposição comemorativa dos 70 anos de Unibanco, na Casa da Cultura
  • 1994 – Rio de Janeiro RJ – O Desenho Moderno no Brasil: Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
  • 1994 – São Paulo SP – Arte Moderna Brasileira: uma seleção da Coleção Roberto Marinho, no Masp
  • 1994 – São Paulo SP – Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal
  • 1995 – Brasília DF – Coleções de Brasília, no Ministério das Relações Exteriores. Palácio do Itamaraty
  • 1995 – Rio de Janeiro RJ – Coleção Unibanco: exposição comemorativa dos 70 anos do Unibanco, no MAM/RJ
  • 1996 – Belo Horizonte MG – 100 Anos de Guignard, no MAP
  • 1996 – Belo Horizonte MG – A Cidade e o Artista: dois centenários, no BDMG Cultural
  • 1996 – Belo Horizonte MG – Imagens da Modernidade, no MAP
  • 1996 – Belo Horizonte MG – Improviso para Guignard, no Espaço Cultural Bamerindus Seguros
  • 1996 – Rio de Janeiro RJ – Guignard: a escolha do artista, no Paço Imperial
  • 1996 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no MNBA
  • 1996 – Rio de Janeiro RJ – Visões do Rio, no MAM/RJ
  • 1996 – São Paulo SP – Arte Brasileira: 50 anos de história no acervo MAC/USP: 1920-1970, no MAC/USP
  • 1996 – São Paulo SP – Guignard/Volpi: centenário de nascimento, no IEB/USP
  • 1996 – São Paulo SP – Guignard: exposição em homenagem ao centenário de nascimento, na Galeria de Arte do Brasil
  • 1997 – Barra Mansa RJ – O Museu Visita a Galeria, no Centro Universitário de Barra Mansa
  • 1997 – Curitiba PR – A Arte Contemporânea da Gravura, no Museu Metropolitano de Arte de Curitiba
  • 1997 – Porto Alegre RS – Exposição do Acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 1997 – Porto Alegre RS – Exposição Paralela, no Museu da Caixa Econômica Federal
  • 1997 – Rio de Janeiro RJ – Ar : exposição de artes plásticas, brinquedos, objetos e maquetes, no Paço Imperial
  • 1997 – Rio de Janeiro RJ – Petite Galerie 1954-1988 : uma visão da arte brasileira, no Paço Imperial
  • 1997 – São Paulo SP – Apropriações Antropofágicas, no Itaú Cultural
  • 1997 – São Paulo SP – Exposição do Acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 1997 – São Paulo SP – O Toque Revelador : retratos e auto-retratos, no MAC/USP
  • 1998 – Curitiba PR – Exposição do Acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 1998 – Rio de Janeiro RJ – Arte Brasileira no Acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo : doações recentes 1996-1998, no CCBB
  • 1998 – Rio de Janeiro RJ – Arte Brasileira no Acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo: doações recentes 1996-1998, no CCBB
  • 1998 – Rio de Janeiro RJ – Exposição do Acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 1998 – Rio de Janeiro RJ – Imagens Negociadas: retratos da elite brasileira, no CCBB
  • 1998 – São Paulo SP – 24ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
  • 1998 – São Paulo SP – Destaques da Coleção Unibanco, no Instituto Moreira Salles
  • 1998 – São Paulo SP – O Colecionador, no MAM/SP
  • 1998 – São Paulo SP – O Moderno e o Contemporâneo na Arte Brasileira: Coleção Gilberto Chateaubriand – MAM/RJ, no Masp
  • 1999 – Rio de Janeiro RJ – Mostra Rio Gravura. Coleção Mônica e George Kornis, no Espaço Cultural dos Correios
  • 1999 – Salvador BA – 60 Anos de Arte Brasileira, no Espaço Cultural da Caixa Econômica Federal
  • 1999 – São Paulo SP – Arte Brasileira, Século XX: diálogos com Dufy, no MAM/SP
  • 1999 – São Paulo SP – Obras sobre Papel : do modernismo à abstração, na Dan Galeria
  • 2000 – Caxias do Sul RS – Mostra Itinerante do Acervo do Margs
  • 2000 – Curitiba PR – 12ª Mostra da Gravura de Curitiba. Marcas do Corpo, Dobras da Alma
  • 2000 – Lisboa (Portugal) – Século 20 : arte do Brasil, na Fundação Calouste Gulbenkian. Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
  • 2000 – Passo Fundo RS – Mostra Itinerante do Acervo do Margs
  • 2000 – Pelotas RS – Mostra Itinerante do Acervo do Margs
  • 2000 – Porto Alegre RS – Biblioteca Nacional: obras raras, no Margs
  • 2000 – Rio de Janeiro RJ – O Humanismo Lírico de Guignard, no MNBA
  • 2000 – Rio de Janeiro RJ – Quando o Brasil era Moderno: artes plásticas no Rio de Janeiro de 1905 a 1960, no Paço Imperial
  • 2000 – Santa Maria RS – Mostra Itinerante do Acervo do Margs
  • 2000 – São Paulo SP – Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, na Fundação Bienal
  • 2000 – São Paulo SP – Brasil Sobre Papel: matizes e vivências, no Espaço de Artes Unicid
  • 2000 – São Paulo SP – O Humanismo Lírico de Guignard, no Masp
  • 2000 – São Paulo SP – Os Anjos Estão de Volta, na Pinacoteca do Estado
  • 2000 – São Paulo SP – Um Certo Ponto de Vista: Pietro Maria Bardi 100 anos, na Pinacoteca do Estado
  • 2000 – Valência (Espanha) – De la Antropofagia a Brasilía: Brasil 1920-1950, no IVAM. Centre Julio Gonzáles
  • 2001 – Belo Horizonte MG – Modernismo em Minas: ícones referenciais, no Itaú Cultural
  • 2001 – Brasília DF – Coleções do Brasil, no CCBB
  • 2001 – Nova York (Estados Unidos) – Brazil: body and soul, no Solomon R. Guggenheim Museum
  • 2001 – Penápolis SP – Modernismo em Minas: ícones referenciais, na Galeria Itaú Cultural
  • 2001 – Rio de Janeiro RJ – Aquarela Brasileira, no Centro Cultural Light
  • 2001 – Rio de Janeiro RJ – Coleções do Moderno: Hecilda e Sergio Fadel na Chácara do Céu, nos Museus Castro Maya. Museu da Chácara do Céu
  • 2001 – Rio de Janeiro RJ – Surrealismo, no CCBB
  • 2001 – São Paulo SP – 30 Mestres da Pintura no Brasil, no Masp
  • 2001 – São Paulo SP – Coleção Aldo Franco, na Pinacoteca do Estado
  • 2001 – São Paulo SP – Figuras e Faces, na A Galeria
  • 2001 – São Paulo SP – Museu de Arte Brasileira: 40 anos, no MAB/Faap
  • 2002 – São Paulo SP – Trajetória da Luz na Arte Brasileira, no Itaú Cultural
  • 2002 – Brasília DF – JK – Uma Aventura Estética, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 2002 – Mariana MG – Viajando com Guignard, no Centro de Cultura do Sesi
  • 2002 – Niterói RJ – Arte Brasileira sobre Papel: séculos XIX e XX, no Solar do Jambeiro
  • 2002 – Porto Alegre RS – Apropriações e Coleções, no Santander Cultural
  • 2002 – Rio de Janeiro RJ – Arte Brasileira na Coleção Fadel: da inquietação do moderno à autonomia da linguagem, no CCBB
  • 2002 – Rio de Janeiro RJ – Identidades: o retrato brasileiro na Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
  • 2002 – São Paulo SP – Arte Brasileira na Coleção Fadel: da inquietação do moderno à autonomia da linguagem, no CCBB
  • 2002 – São Paulo SP – Da Antropofagia a Brasília: Brasil 1920-1950, no MAM/SP
  • 2002 – São Paulo SP – Espelho Selvagem: arte moderna no Brasil da primeira metade do século XX, Coleção Nemirovsky, no MAM/SP
  • 2002 – São Paulo SP – Imagem e Identidade: um olhar sobre a história na coleção do Museu de Belas Artes, no Instituto Cultural Banco Santos
  • 2003 – Belém PA – 22º Salão Arte Pará, no Museu do Estado do Pará
  • 2003 – Brasília DF – Arte Brasileira na Coleção Fadel: da inquietação do moderno à autonomia da linguagem, no CCBB
  • 2003 – Rio de Janeiro RJ – Autonomia do Desenho, no MAM/RJ
  • 2003 – Rio de Janeiro RJ – Tesouros da Caixa: arte moderna brasileira no acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa
  • 2003 – São Paulo SP – Tomie Ohtake na Trama Espiritual da Arte Brasileira, no Instituto Tomie Ohtake
  • 2004 – Belo Horizonte MG – Pampulha, Obra Colecionada: 1943-2003, no MAP
  • 2004 – Rio de Janeiro RJ – Tomie Ohtake na Trama Espiritual da Arte Brasileira, no MNBA
  • 2004 – São Paulo SP – O Preço da Sedução: do espartilho ao silicone, no Itaú Cultural
  • 2005 – Belo Horizonte MG – 40/80: uma mostra de arte brasileira, na Léo Bahia Arte Contemporânea
  • 2005 – São Paulo – SP – Alberto da Veiga Guignard, 1896-1962, na Galeria Pinakotheke.
  • 2006 – Curitiba – PR – “Os Motivos de Guignard” – MON – Museu Oscar Niemeyer
  • 2006/2007 – Belo Horizonte – MG – “Exposição Guignard” – Museu Casa Guignard
  • 2007 – Ouro preto – MG – “O povo vale mais que muitas coroas colocadas – retratos de afro descendentes na obra de Guignard” – Museu Casa Guignard
  • 2008 / 2009 – Porto Alegre-RS – “Um mundo a perder de vista – Guignard. Mostra com cerca 43 obras do artista – Fundação Iberê Camargo
  • 2009 – Ouro Preto – MG – “Exposição GUIGNARD – RETRATOS DA PAIXÃO” – Museu Casa Guignard